quarta-feira, dezembro 24, 2008

O ódio que vem de Roma

Na tradição católica, comemora-se no final de Dezembro o nascimento do filho de Deus, redentor e salvador da Humanidade. É natural que dignatários da Igreja tenham coisas para dizer e o façam. Normalmente os fiéis são lembrados do exemplo de Cristo, incentivados a sentimentos de partilha, com momentos de aproximação e amor ao próximo, à compaixão e à tolerância. Não para o Papa Ratzinger que prefere utilizar a quadra para mais um combate teórico.
Em declarações proferidas há dois dias na Cúria Romana, homossexualidade e transexualidade são exemplos de uma forma de destruição da Humanidade contrária à criação. Ecologista, Bento XVI, contrapõe género a criação, associando a heterossexualidade a Deus e à sua vontade. Homossexualidade e transexualidade seriam, nesta conversa, contrárias a uma ordem natural e enormes ameaças à sobrevivência da espécie. "Bom Natal para os heteros que o resto são inimigos a abater!", poderia ter concluído Ratzinger perante os Bispos. O Papa intelectual, que usa raciocínios e palavras eruditas, não aplica a si mesmo esses raciocínios.
É que se a ordem natural - evolução ou vontade de Deus, no caso é o mesmo – é que determina o que está certo e o que está errado nas relações sociais, então Papa e todos os sacerdotes da Igreja viveriam no pecado da tentativa de o contrariar.
É que se a libido ou o desejo sexual são obras do Senhor e evidente manifestação da Natureza na Humanidade, a abstinência e castidade uma violência sobre esse elemento natural das nossas existências. Quando as orgias no Vaticano ou as violações nas sacristias forem publicamente declaradas manifestações naturais do Criador e da sua obra, Ratzinger não terá razão, mas terá pelo menos coerência. Até lá é só o hooligan de serviço, uma vez mais, a dizer "mata e esfola".

quarta-feira, dezembro 10, 2008

Espaço ao Sobrenatural (uma rubrica ficcional)




"Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais... são pessoas naturais independentemente do género masculino ou feminino, e têm o direito de exercer os seus direitos e viverem uma vida independente na sociedade"

porque dependentemente do genero
....

Etiquetas:

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Sábado 6 • 16h • filmes e festa

Este sábado, dia 6, vem passar a tarde na Karnart !!! (em Lisboa)

Às 16h uma activista da Lambdaistanbul, falar-nos-á um pouco sobre a situação do movimento LGBTQ+ na Turquia e sobre o processo judicial contra a associação.

A seguir teremos 3 documentários curtos sobre LGBTQices na Turquia:
- um sobre Marcha e o processo de ilegalização da Lambdaistanbul,
- outro sobre malta trans em Istambul,
- e um sobre um grupo trans em Ankara e a sua performance teatral.
Os filmes são legendados em inglês.

E depois... FESTA, com música, comes e bebes.
Celebraremos a recente decisão do Supremo Tribunal da Turquia, que anulou a ordem de dissolução da associação Lambdaistanbul.

E a seguir iremos para casa jantar e calçar as pantufas (para @s mais friorent@s)... ou então vamos espalhar a festa para outros lados!

Vem bem agasalhad@, teremos aquecedor mas o espaço é fresquinho... ;-)

Entrada gratuita.

Etiquetas: , , ,

Observatório Homofobia/Transfobia na Saúde @ Médicos Pela Escolha
DIVULGAÇÃO